Rua Manoel Pinheiro da Silva Neto, 368 - sala 01, Fortaleza - Blumenau/SC
  • (47) 3488-6088
  • (47) 3488-6048

Mais do que prestação de serviços...

Uma parceria!

Potencialize a gestão das redes sociais do seu micro ou pequeno negócio com cinco dicas essenciais

Mais do que um local para vender, as ferramentas possibilitam uma infinidade de recursos que podem fortalecer a marca e consolidar sua presença no mundo digital

A pandemia do coronavírus acelerou o processo de digitalização das empresas brasileiras. Com as medidas de isolamento social, a internet se consolidou como um ambiente ideal não apenas para apresentação de produtos e serviços, como também para a realização de negócios. De acordo com a última pesquisa do Sebrae sobre o impacto da Covid, 70% dos micro e pequenos negócios já usam redes sociais, aplicativos ou outros recursos online para potencializar suas vendas. O Whatsapp é a ferramenta mais popular, com 84% de adeptos. Além de trocar mensagens instantâneas com clientes, o empreendedor pode apresentar catálogos de serviços e ofertar links para pagamentos online. Na sequência, Instagram e Facebook aparecem com 54% e 51% de adesão, respectivamente. A criação de um site próprio para e-commerce ainda é pequena, com 23% das empresas investindo nessa tendência.

Esses dados mostram que as redes sociais são a opção mais viável para a construção da presença digital dos micro e pequenos negócios. De acordo com especialistas, alguns fatores explicam essa questão, entre eles estão a popularidade e a familiaridade que os empreendedores experimentam no uso pessoal dos aplicativos no seu cotidiano. O analista de relacionamento com o cliente do Sebrae, Ivan Tonet, afirma que esse contato anterior facilita bastante a desmistificação do uso das redes sociais. “O Whatsapp é um dos aplicativos mais usados no Brasil. Seguindo essa tendência, as empresas encontram na ferramenta uma porta de entrada para começar a desenvolver sua presença online. Normalmente, o empreendedor já usa o recurso no seu dia a dia, já conhece a interface e as funções oferecidas. Então, criar o perfil da empresa é mais fácil. Assim como acontece no Instagram e Facebook”, diz.

Tonet destaca as inúmeras possibilidades do uso das redes sociais para alavancar os negócios: “O empreendedor precisa entender que, mais do que um local de vendas, as redes sociais são um poderoso canal de comunicação com o cliente. Através delas, é possível mostrar os bastidores da produção, quais são os valores da empresa, qual é o posicionamento da marca, qual a responsabilidade social do produto ou serviço. Então, ter um perfil nas redes, não é só divulgar promoções. Por isso, é preciso ter um planejamento para cada uma dessas plataformas”.

Outro ponto que o analista chama atenção, é para o poder de proximidade com o cliente, que pode ser estabelecido, por meio de uma boa gestão de redes sociais. “O Instagram, por exemplo, permite uma série de atuações com uso de imagens, vídeos e interações através de comentários e reações nos stories. Toda essa performance da empresa, impacta diretamente no processo de decisão e fidelização com os clientes”, observa.

Dada a indiscutível potência das redes sociais para o sucesso do negócio, tendo em vista que os primeiros passos nesse universo foram tomados, como o empreendedor pode fazer uma gestão mais eficiente de redes? Confira a seguir, as dicas preparadas pelo Sebrae, para melhorar a performance dos micro e pequenos negócios nas redes sociais.

Buscar conhecimento

O empreendedor pode fazer a gestão de suas redes ou contratar uma empresa especializada. Em ambos os casos, é necessário que busque conhecimento para avaliar a qualidade das estratégias escolhidas. Na página do Sebrae, há várias opções de cursos voltados ao marketing digital. Recentemente, a instituição lançou cursos de aperfeiçoamento, que podem ser feitos através do Whatsapp. O UP Digital é uma outra opção, a jornada de dez dias capacita empreendedores a usarem as principais ferramentas digitais disponíveis no mercado.

Planejamento para cada rede social

Construir a presença no universo digital demanda tempo. É importante que o empreendedor separe espaço na sua agenda para isso. Analisar as particularidades de cada rede social, entender em qual delas vai investir é fundamental. Whatsapp, Instagram, Youtube e Facebook são as mais populares, entretanto, há opções em ascensão como o Tik Tok, Linkedin. Vale a pena visitar perfis dos concorrentes, estudar o que tem sido feito, escolher em quais irá atuar e desenhar um planejamento de ações.

Escolha de uma paleta de cores

Ao chegar nas redes, possivelmente, o negócio já possui marca e identidade visual definida. É fundamental que o design nas redes “converse” com o design físico do negócio. Também é importante que as artes, publicações e fotos sigam uma paleta de cores harmônicas. O visual nas redes sociais é um dos fatores que cativam os usuários. A página ou perfil precisa ser bonita, além de trazer qualidade no conteúdo.

Ter constância e frequência

A máxima “Quem não é visto, não é lembrado”, vale para as redes sociais. Enxergue as ferramentas como uma extensão online da empresa. Planeje, semanalmente, pelo menos uma publicação por dia nas redes sociais. Seus clientes e seguidores querem saber mais sobre seu produto ou serviço. Use as plataformas para contar como produz, de onde surgiu a empresa, como é a rotina dos colaboradores. Faça fotos atraentes do produto, isso é primordial. Instagram e Facebook trabalham com algoritmos, que cruzam dados sobre as páginas e os usuários. Constância e frequência na publicação de conteúdo aumentam organicamente o alcance da sua página.

Investir em tráfego pago

O uso de publicações patrocinadas é uma forma de chegar até o seu público-alvo de forma rápida e eficiente. Você mesmo, gestor da página, pode escolher características do perfil que deseja influenciar, tais como idade, localização, preferências, entre outras. Importante ressaltar que não há valor mínimo para o investimento. Você pode começar aos poucos e ir aumentando, conforme o orçamento da empresa permita.